Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Geotecnologia

Drones inteligentes na saúde: como atuam no combate à dengue?

08/11/2023
2 min de leitura
Drones inteligentes na saúde: como atuam no combate à dengue?
Junte-se a mais de 2.800 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Os avanços tecnológicos têm desempenhado um papel transformador em diversas áreas da sociedade, e a área da saúde não é exceção. Nesse cenário, os drones inteligentes na saúde emergiram como uma inovação revolucionária que está redefinindo a maneira como abordamos os desafios de saúde modernos. 

Seu impacto na saúde é profundo e diversificado, proporcionando soluções inovadoras para uma ampla gama de questões de saúde pública. 

Por isso, neste artigo você irá entender o impacto dos drones no combate às arboviroses, bem como suas vantagens e benefícios para a gestão de saúde pública.

A importância dos drones na saúde pública nos contextos atuais

Os drones, originalmente concebidos para fins militares e de entretenimento, evoluíram consideravelmente e agora estão sendo adaptados para atender às necessidades críticas da saúde, em todos os âmbitos. 

A tecnologia dos drones está se destacando como uma ferramenta crucial no combate e controle epidemiológico de arboviroses – grupo de doenças transmitidas por mosquitos, como é o caso do Aedes aegypti.

Esses mosquitos são responsáveis por milhares de casos de doenças a cada ano e representam uma ameaça constante para a saúde pública. É aqui que os drones inteligentes na saúde entram em cena, desempenhando um papel vital em diversas frentes.

Por isso, uma das maneiras em que os drones são altamente importantes na saúde é por meio do mapeamento e monitoramento de áreas propensas à proliferação do mosquito da dengue. 

Com suas capacidades de sensoriamento remoto e georreferenciamento, essas aeronaves podem sobrevoar regiões e coletar dados valiosos sobre possíveis criadouros de mosquitos, como recipientes de água parada, esgotos a céu aberto, dentre outros.

Esse conhecimento permite que as autoridades de saúde concentrem seus esforços nas áreas mais críticas, tornando o controle epidemiológico mais preciso e eficiente. 

3 motivos para investir em drones inteligentes na saúde pública em prol do combate à dengue

Precisão de monitoramento e intervenção ágil 

Um dos motivos para o investimento em drones é a sua capacidade de fornecer precisão no monitoramento de áreas propensas a zoonoses, como a disseminação do Aedes aegypti

Drones equipados com tecnologia de sensoriamento remoto e georreferenciamento, conforme dito anteriormente, podem mapear áreas críticas com detalhes minuciosos, identificando possíveis criadouros. 

Isso permite que a gestão pública de saúde aja de forma ágil e precisa, concentrando seus esforços onde são mais necessários. A intervenção precoce é essencial para conter surtos de doenças transmitidas por vetores, e os drones inteligentes na saúde fornecem os dados necessários para a tomada de decisões mais embasadas. 

Redução de custos e recursos

Outra razão convincente para o investimento em drones é a economia de recursos valiosos. As operações de controle de zoonoses tradicionais muitas vezes consomem recursos consideráveis em termos de pessoal, equipamentos e tempo. 

Os drones inteligentes na saúde contribuem com mais economia, trazendo custos operacionais reduzidos e maior eficiência. Eles podem atingir áreas de difícil acesso de maneira rápida e econômica, eliminando a necessidade de abordagens mais dispendiosas. 

Ao minimizar o desperdício de recursos, a saúde pública pode direcionar seu orçamento de forma mais eficaz para o combate às arboviroses.

Coleta de dados em tempo real

A capacidade de coletar dados em tempo real é um fator importante, uma vez que a vigilância epidemiológica eficaz depende da disponibilidade de informações atualizadas.

Os drones inteligentes na saúde fornecem dados em tempo real sobre a propagação de zoonoses e a densidade de vetores. Essas informações permitem que as equipes de saúde pública tomem decisões informadas sobre medidas de controle, rastreamento de casos e alocação de recursos. 

Isso resulta em respostas mais ágeis e eficazes a surtos de zoonoses, reduzindo o impacto sobre a saúde da população. 

TechDengue: drones dotados de inteligência de dados, sensoriamento remoto e geoanalytics para o combate à dengue

A Aero Engenharia desenvolveu a inteligência do TechDengue, mesclando B.I, engenharia e Geoanalytics para chegar a um produto inovador com eficácia comprovada.

Atuamos no mercado desde 2016 e somos pioneiros na entrega de uma solução tecnológica completa, totalmente orientada por dados e por meio de geoanalytics.

Confira o nossa solução em 5 etapas:

  1. Planejamento: A estratégia de atuação é definida em conjunto com o município;
  2. Mapeamento: É empregada tecnologia de ponta para adquirir maior qualidade da informação obtida;
  3. Análise: Aplicamos ciência de dados, inteligência da informação e engenharia de ponta para identificação dos focos de reprodução do Aedes aegypti;
  4. Tratamento: O TechDengue é pioneiro na parte de tratamento e profilaxia de maneira 100% remota. Isso porque os drones são embarcados com tecnologia exclusiva, promovendo a inserção direta de larvicidas biológicos;
  5. Relatórios gerados com BI: As informações são geradas por relatórios digitais e disponibilizadas no portal AeroMap (plataforma exclusiva GIS), facilitando o acompanhamento das ações e na tomada de decisão no combate à dengue.

O Aedes aegypti continua sendo um fator de saúde pública severo em determinadas épocas do ano. Por isso, atrelar métodos modernos junto aos convencionais, potencializa o resultado do controle e combate.

Conte com tecnologia e inteligência de dados para o combate à dengue com drones inteligentes na saúde. Entre em contato com nossos especialistas e conheça o TechDengue: a solução completa e moderna contra o tratamento e profilaxia de arboviroses.

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *