Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

O que é : Definição e critérios da Organização Mundial de Saúde

13/10/2023
Junte-se a mais de 2.800 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O que é: Definição e critérios da Organização Mundial de Saúde

A Organização Mundial de Saúde (OMS) é uma agência especializada das Nações Unidas, responsável por coordenar ações internacionais relacionadas à saúde pública. Fundada em 7 de abril de 1948, a OMS tem como objetivo principal promover a saúde, prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida das pessoas em todo o mundo.

A definição da OMS sobre saúde é ampla e abrangente. Segundo a organização, saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças. Essa definição enfatiza a importância de uma abordagem holística para a saúde, considerando não apenas aspectos físicos, mas também emocionais e sociais.

A OMS estabelece critérios para determinar se um indivíduo ou uma população está saudável. Esses critérios incluem a capacidade de se adaptar e lidar com os desafios do dia a dia, ter acesso a serviços de saúde adequados, viver em um ambiente seguro e saudável, e ter uma boa qualidade de vida.

Princípios

A OMS baseia suas ações em uma série de princípios fundamentais. Entre eles estão a equidade, ou seja, garantir que todas as pessoas tenham acesso igualitário aos serviços de saúde; a solidariedade, promovendo a cooperação entre os países para enfrentar desafios comuns; e a participação, envolvendo a sociedade civil e os cidadãos na tomada de decisões relacionadas à saúde.

Fatores históricos

A criação da OMS foi motivada por uma série de fatores históricos, como as devastadoras consequências da Segunda Guerra Mundial e a necessidade de reconstruir os sistemas de saúde dos países afetados. Além disso, a OMS foi influenciada por avanços científicos e tecnológicos, que permitiram uma melhor compreensão das doenças e ações mais eficazes para combatê-las.

Aplicações

A OMS desempenha um papel fundamental na promoção da saúde em todo o mundo. A organização desenvolve diretrizes e recomendações para prevenir doenças, promover estilos de vida saudáveis e melhorar a qualidade dos serviços de saúde. Além disso, a OMS coordena ações de resposta a emergências de saúde pública, como epidemias e desastres naturais.

Um exemplo de aplicação da OMS é a campanha global de vacinação contra a poliomielite. Graças aos esforços da organização e de seus parceiros, a poliomielite está próxima da erradicação em todo o mundo. Outro exemplo é o trabalho da OMS na prevenção e controle do HIV/AIDS, por meio de programas de educação, testagem e acesso a tratamentos.

Importância

A OMS desempenha um papel crucial na promoção da saúde e no combate às doenças em todo o mundo. A organização atua como uma voz global, defendendo a saúde como um direito humano fundamental e trabalhando para garantir que todas as pessoas tenham acesso a serviços de saúde de qualidade. Além disso, a OMS desempenha um papel importante na coordenação de esforços internacionais para enfrentar desafios globais de saúde.

Benefícios

1. Cooperação internacional: A OMS promove a cooperação entre os países, permitindo a troca de informações e experiências para enfrentar desafios comuns de saúde.

2. Diretrizes e recomendações: A organização desenvolve diretrizes e recomendações baseadas em evidências científicas, ajudando os países a melhorar a qualidade dos serviços de saúde.

3. Resposta a emergências: A OMS coordena ações de resposta a emergências de saúde pública, garantindo uma resposta rápida e eficaz a epidemias e desastres naturais.

4. Advocacia: A organização atua como uma voz global, defendendo a saúde como um direito humano fundamental e promovendo políticas e ações para melhorar a saúde em todo o mundo.

5. Capacitação: A OMS oferece treinamentos e capacitação para profissionais de saúde, contribuindo para o desenvolvimento de recursos humanos qualificados na área da saúde.

Desafios

1. Desigualdades de acesso: Ainda existem desigualdades significativas no acesso a serviços de saúde em todo o mundo, o que representa um desafio para a OMS em sua missão de promover a saúde para todos.

2. Resistência antimicrobiana: O aumento da resistência antimicrobiana é um desafio global que requer ação coordenada da OMS e de outros atores para garantir o uso adequado de antibióticos e prevenir a propagação de infecções resistentes.

Exemplos

1. Erradicação da varíola: A OMS liderou uma campanha global para erradicar a varíola, uma doença altamente contagiosa. Graças aos esforços da organização e de seus parceiros, a varíola foi declarada erradicada em 1980.

2. Controle da malária: A OMS trabalha em parceria com os países afetados para controlar a malária, uma doença transmitida por mosquitos que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. A organização desenvolve estratégias de prevenção, diagnóstico e tratamento da malária.

Como funciona e para que serve

A OMS funciona por meio de uma estrutura de governança global, que inclui a Assembleia Mundial da Saúde, o Conselho Executivo e o Secretariado. A organização trabalha em estreita colaboração com os países membros, parceiros internacionais e outras agências das Nações Unidas para alcançar seus objetivos.

A OMS serve para promover a saúde, prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida das pessoas em todo o mundo. A organização desempenha um papel fundamental na coordenação de esforços internacionais para enfrentar desafios globais de saúde, desenvolvendo diretrizes e recomendações baseadas em evidências científicas, e fornecendo apoio técnico e financeiro aos países membros.

Tipos e modelos

A OMS trabalha em diferentes áreas da saúde, abrangendo desde doenças infecciosas até doenças crônicas, saúde mental, nutrição, saúde materno-infantil, entre outras. A organização desenvolve modelos e estratégias para enfrentar esses diferentes desafios de saúde, adaptando-se às necessidades específicas de cada país.

Futuro

No futuro, a OMS enfrentará novos desafios e oportunidades na área da saúde. A organização continuará trabalhando para fortalecer os sistemas de saúde em todo o mundo, promover a equidade no acesso aos serviços de saúde e enfrentar ameaças emergentes à saúde global, como pandemias e mudanças climáticas.

Além disso, a OMS buscará fortalecer parcerias com outros setores, como educação, meio ambiente e desenvolvimento, reconhecendo a importância de abordagens interdisciplinares para enfrentar os desafios complexos da saúde pública.

Conclusão

A Organização Mundial de Saúde desempenha um papel fundamental na promoção da saúde e no combate às doenças em todo o mundo. Sua definição ampla de saúde, baseada no bem-estar físico, mental e social, reflete a importância de uma abordagem holística para a saúde. A OMS desenvolve diretrizes e recomendações baseadas em evidências científicas, coordena ações de resposta a emergências de saúde pública e promove a equidade no acesso aos serviços de saúde. No futuro, a organização enfrentará novos desafios e buscará fortalecer parcerias interdisciplinares para enfrentar os desafios complexos da saúde pública.