Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Arboviroses

Larvicidas usados no combate a dengue: entenda a metodologia de combate e controle do Techdengue

26/02/2024
Larvicidas usados no combate a dengue: entenda a metodologia de combate e controle do Techdengue
Junte-se a mais de 2.800 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

No cenário dinâmico atual de combate a dengue, percebemos o quanto os larvicidas usados no combate à dengue são importantes para o combate e prevenção. 

Os casos de doenças virais provenientes do mosquito Aedes aegypti, como dengue, zika e chikungunya, têm aumentado de maneira expressiva nesses últimos meses. 

Para ser mais exato, de acordo com uma matéria divulgada pelo CNN, o Brasil ultrapassa 740 mil casos de dengue apenas em 2024, e no cenário atual, já foram contabilizadas 151 mortes. 

Na região sudeste do país, especificamente em Minas Gerais, os casos aumentaram em mais de 1000% em relação ao ano passado, neste mesmo trimestre. No portal G1, a informação é que a capital mineira vive a maior alta de casos de dengue da história.

Segundo a SES-MG (Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais), já são quase 200 mil casos prováveis até 16 de Fevereiro de 2024. Em relação aos casos confirmados, já são 67.592. 

Nesse ponto, entramos no processo de combate e profilaxia através de larvicidas orgânicos. Mesmo que eles sejam os mesmos usados pela Gestão Pública de Saúde no que tange ao controle de arboviroses, o Techdengue utiliza o larvicida de uma maneira única, disruptiva e totalmente diferente dos métodos já vigentes. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo o post até o final e conheça a metodologia. 

Como os larvicidas usados no combate à dengue são usados atualmente?

Os larvicidas usados no combate a dengue desempenham um papel crucial nas estratégias adotadas pelos agentes de saúde para combater e prevenir arboviroses. Essas substâncias são especialmente projetadas para atingir as formas imaturas de mosquitos vetores, interrompendo seu ciclo de vida e reduzindo significativamente a incidência dessas doenças. 

Dentre os larvicidas orgânicos mais utilizados, destaca-se o Bacillus thuringiensis israelensis (BTI), uma bactéria encontrada naturalmente no solo. O BTI produz toxinas que afetam especificamente as larvas de mosquitos, sem prejudicar outros organismos não-alvo. Logo, o método se destaca por sua eficácia seletiva e pela minimização de impactos ambientais negativos.

Os agentes identificam áreas propícias à proliferação de mosquitos, como recipientes de água parada, e aplicam o larvicida diretamente nesses locais. O BTI é frequentemente utilizado em formulações granuladas ou líquidas, facilitando a aplicação precisa e direcionada.

Vantagens e benefícios dos larvicidas orgânicos

Entendendo que os larvicidas usados no combate à dengue também são estrategicamente pensados em situações não-alvo, podemos enumerar alguns benefícios exclusivos da composição!

Seletividade ambiental 

Larvicidas orgânicos, como o citado BTI, são seletivos em sua ação, direcionando-se especificamente às larvas de mosquitos. Essa seletividade minimiza danos a organismos adjacentes que não estão envolvidos no processo, preservando a biodiversidade local e evitando efeitos colaterais prejudiciais.

Segurança para humanos e animais

Ao contrário de produtos químicos agressivos, os larvicidas usados no combate a dengue orgânicos são seguros para humanos e animais domésticos, permitindo a aplicação em ambientes urbanos sem ameaçar a saúde da população ou de animais de estimação.

Mínimo impacto residual

Os larvicidas orgânicos tendem a ter um impacto ambiental residual menor em comparação com seus equivalentes químicos. Sua decomposição mais rápida reduz a persistência no ambiente, diminuindo a acumulação de resíduos a longo prazo.

Integração com estratégias sustentáveis

Larvicidas orgânicos complementam estratégias sustentáveis de controle de vetores. Além da aplicação direta, os agentes de saúde podem educar a comunidade sobre práticas de prevenção, como eliminação de criadouros, criando uma abordagem holística para o controle de arboviroses.

Conheça o Larvicida orgânico usado pelo Techdengue

inovação para o combate a dengue
larvicidas usados no combate a dengue

O Techdengue adota uma abordagem inovadora no combate e prevenção de arboviroses, destacando-se pelo uso de uma pastilha 100% orgânica, com Espinosade derivado da fermentação biológica. Este larvicida assegura a eficácia no controle dos mosquitos, mantendo máximo respeito ao meio ambiente e às comunidades.

A pastilha preconizada pelo Ministério da Saúde utiliza o mesmo componente empregado pelos agentes de zoonoses, garantindo a validação e aprovação de sua eficácia. A diferença distintiva reside na incorporação dessa tecnologia em drones, permitindo um combate ágil e eficiente, bem como ações preventivas estratégicas.

A utilização de Espinosade, derivado da fermentação biológica, ressalta a preocupação do Techdengue com práticas ambientalmente sustentáveis. Essa escolha seletiva não apenas contribui para o controle efetivo das larvas de mosquitos, mas também minimiza os impactos colaterais no ecossistema.

Além disso, ao alinhar-se com as diretrizes do Ministério da Saúde, o Techdengue reforça seu compromisso com a segurança e eficácia do larvicida. A tecnologia de drones possibilita a aplicação precisa em áreas de difícil acesso, maximizando a eficiência do controle e prevenção de arboviroses.

Em resumo, os larvicidas usados no combate a dengue pelo Techdengue não apenas atendem às normativas do Ministério da Saúde, mas também integra tecnologia inovadora para um combate ágil e eficaz, reafirmando o compromisso da empresa com a saúde pública e a preservação ambiental.

Quer saber mais? Entre em contato e conheça o nosso projeto

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *