Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

TechDengue

Saúde pública com drones: quais são as vantagens?

13/11/2023
3 min de leitura
Saúde pública com drones: quais são as vantagens?
Junte-se a mais de 2.800 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

No dinâmico cenário da gestão pública, que nos últimos anos têm passado por inovações tecnológicas constantes, surge uma nova solução, capaz de transformar o cenário da saúde através de uma abordagem ao combate das arboviroses: a integração da tecnologia de drones. Em meio a esse panorama, o TechDengue, uma solução da Aero Engenharia, se destaca como um ponto crucial para otimizar a gestão de saúde pública com drones, especialmente no enfrentamento dos desafios relacionados às zoonoses.

Portanto, a relação dos drones com a gestão de saúde pública representa mais do que uma simples aliança: é um passo inovador rumo a um modelo eficiente de tratamento e profilaxia do Aedes aegypti

Neste artigo, exploraremos as nuances dessa conexão e como os drones se tornam aliados estratégicos na missão de promover saúde pública de qualidade.

Continue a leitura!

Drone x Gestão de saúde pública: entenda a relação

Os drones têm conquistado espaço em diversos setores, mas a sua presença na gestão pública de saúde é verdadeiramente impactante. Além de suas aplicações já conhecidas, como mapeamento urbano e monitoramento ambiental, essas tecnologias desempenham um papel crucial na vigilância e no combate às doenças transmitidas por vetores.

O governador e o secretário de Estado de Saúde compartilharam em uma coletiva o panorama epidemiológico das arboviroses no estado, juntamente com as medidas em andamento para combater essas enfermidades.

Conforme os dados mais recentes da SES-MG, identificamos 131.032 casos prováveis de dengue, com 46.619 confirmações. Até o momento, foram registrados 15 óbitos relacionados à doença em 2023. 
Quanto à chikungunya, observamos 36.011 casos prováveis, dos quais 10.895 foram confirmados, resultando em quatro mortes. O zika vírus, por sua vez, exibe uma circulação significativamente menor em Minas Gerais, representando apenas cerca de 0,1% dos casos, em contraste com os 78,4% da dengue e os 21,5% da chikungunya”, acrescentou.

Neste ano de 2023, dos testes realizados, 21,5% das amostras indicaram a presença de chikungunya. No entanto, é possível que haja mais casos positivos não registrados, dada a natureza do vírus, recentemente introduzido na região a partir do Norte de Minas, onde o Sul da Bahia foi o ponto inicial dos registros.

Por isso, no contexto da saúde pública com drones, a relação entre drones e gestão se revela multifacetada. Esses veículos aéreos não atuam como ferramentas versáteis, proporcionando uma visão abrangente da dinâmica urbana, identificando potenciais focos de proliferação de arboviroses. 

Entretanto, é no tratamento e na profilaxia do vetor que sua importância se destaca de maneira singular.

Como os drones contribuem com a Secretaria de Saúde dos municípios para o tratamento e profilaxia de arboviroses? 

Os drones, quando integrados às operações da Secretaria de Saúde dos municípios, desempenham um papel vital no combate efetivo às arboviroses, notadamente o Aedes Aegypti.

Suas funcionalidades avançadas, combinadas com a inteligência de dados, elevam o patamar da gestão de saúde pública a um novo nível de eficiência, como por exemplo:

  • Georreferenciamento: O georreferenciamento é uma das peças-chave no quebra-cabeça do controle de arboviroses, uma vez que, ao integrar dados geográficos precisos, os drones possibilitam a criação de mapas detalhados que facilitam a identificação de áreas prioritárias. 
  • Essa abordagem estratégica permite à Secretaria de Saúde direcionar recursos de forma eficiente, concentrando esforços nas regiões mais suscetíveis, maximizando o impacto das ações de tratamento e profilaxia.
  • Dados em tempo real para a tomada de decisão: Os drones não apenas identificam áreas de risco, mas também fornecem informações instantâneas para embasar decisões estratégicas.
  • Essa capacidade de obter dados em tempo real permite à Secretaria de Saúde reagir com agilidade a surtos e adotar medidas preventivas de forma imediata.
  • A combinação de sensoriamento remoto, georreferenciamento e dados em tempo real cria um ciclo virtuoso de informação, impulsionando a eficácia das ações de tratamento e profilaxia.

Portanto, a utilização dessas tecnologias, em conjunto com o TechDengue, não apenas moderniza a abordagem da gestão de saúde pública com drones, mas também se torna uma ferramenta essencial na batalha contra as arboviroses.

A próxima seção explora ainda mais como a solução da saúde pública com drones se traduz em resultados concretos para as comunidades atendidas. 

TechDengue: a solução completa no tratamento e profilaxia do Aedes aegypti na saúde pública com drones

No cenário persistente da proliferação progressiva do mosquito Aedes aegypti, o TechDengue emerge como uma resposta pioneira e disruptiva, redefinindo a abordagem no tratamento e profilaxia das arboviroses na saúde pública com drones.

Compreendemos que a persistência desse vetor demanda uma resposta inovadora, e é exatamente isso que nossa solução oferece: uma metodologia pioneira e adaptativa para enfrentar os desafios atuais da saúde pública voltadas às arboviroses.

Equipado com drones inteligentes dotados de inteligência de dados, georreferenciamento e Business Intelligence, o TechDengue vai além do tratamento e profilaxia do vetor. 

Ele se torna um aliado estratégico na transformação de como enfrentamos a dengue, oferecendo uma abordagem ágil e eficaz que se adapta às demandas dinâmicas do controle de arboviroses.

Veja como o TechDengue funciona

O TechDengue é muito mais que apenas uma solução: é uma metodologia prática e eficiente, moldada por extensivas pesquisas e testes ao longo dos anos, que resultaram em um modelo operacional composto por cinco fases distintas. 

Vamos explorar cada uma delas e entender como esse processo inovador está redefinindo a abordagem de combate pela na saúde pública com drones.

Etapa de Planejamento

A primeira fase é um criterioso processo de planejamento, realizado em estreita colaboração com as prefeituras. Nosso objetivo inicial é estruturar áreas de ação alinhadas aos interesses e necessidades específicas de cada município, promovendo uma estratégia customizada e eficaz. 

O planejamento é a base sólida sobre a qual todo o processo se sustenta, garantindo uma abordagem precisa e personalizada, consolidando a parceria da gestão de saúde pública com drones.

Etapa de Mapeamento

Na fase de mapeamento captamos, em média, 200 imagens para cada hectare de voo, criando uma base robusta para as fases seguintes. Esse mapeamento detalhado proporciona uma visão abrangente das regiões de atuação, identificando áreas críticas e otimizando a eficácia das ações subsequentes.

Etapa de análise

Nesta etapa, realizamos o processamento das imagens captadas durante o mapeamento. Utilizando um software de última geração, identificamos locais com potencial de reprodução do mosquito. 

Esta fase apresenta uma taxa média de conversão de 10% de pontos de oportunidades identificados em relação ao total de imagens captadas por hectare, destacando a precisão e eficácia do processo.

Etapa de Tratamento/Profilaxia

Aqui é um dos pontos que torna o TechDengue único na saúde pública com drones. Desenvolvemos uma tecnologia embarcada capaz de realizar a dispersão de larvicida de maneira sustentável. 

Utilizando uma pastilha 100% orgânica, com Espinosade derivado da fermentação biológica, asseguramos a eficácia no controle dos mosquitos com máximo respeito ao meio ambiente e às comunidades. 

Essa abordagem sustentável reforça nosso compromisso com a saúde pública e a preservação ambiental.

Etapa de Geoanalytics (Business Intelligence)

Reconhecendo a magnitude do impacto do projeto nas comunidades e nas prefeituras, o TechDengue sentiu a necessidade de inovar ainda mais.

Em um contexto em que a captação, armazenamento, tratamento e análise de dados tornam-se práticas essenciais para a tomada de decisão, implementamos relatórios 100% digitais, interativos e comentados.

Essa abordagem não apenas reflete o comprometimento do TechDengue com a transparência, mas também oferece uma ferramenta vital para que os órgãos municipais possam acompanhar a evolução das ações e tomar decisões estratégicas embasadas em dados concretos.

Presentes no mercado desde 2016, nosso destaque na entrega de uma solução tecnológica completa continua crescendo. A análise meticulosa dos dados epidemiológicos soma-se aos diversos processos tecnológicos que já incorporamos em nossas operações ao longo de nossa atuação no mercado.

Por isso, dê suporte á saúde pública com drones, junto ao seu município, para otimizar o tratamento e profilaxia de arboviroses.

Para saber mais a relação da saúde pública com drones, acesse o site e entre em contato com um de nossos especialistas. 

Olá,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *